sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Sem medo e sem cobrança

Estou excluindo meu outro blog, porque não tenho tempo de cuidar dos dois, e este é mais antigo , deixo aqui esta postagem que gosto muito e que estava no outro.

Se o medo e a cobrança, tiram minha esperança, tento me lembrar, de tudo que vivi, e o que tem por dentro, ninguém pode roubar.



Descanso agora, pois os dias ruins, todo mundo tem, já jurei pra mim, não desanimar. E não ter mais pressa, pois sei que o mundo vai girar, o mundo vai girar, eu espero a minha vez.


O suor e o cansaço fazem parte dos meus passos, o que nunca esqueci é de onde vim, e o que tem por dentro, ninguém pode roubar.


Descanso agora, pois os dias ruins, todo mundo tem, já jurei pra mim, não desanimar. E não ter mais pressa, pois que o mundo vai girar, o mundo vai girar, e eu espero a minha vez.


E eu não tô aqui pra dizer o que é certo e errado, ninguém tá aqui pra viver em vão. Então é bom valer a pena, então é pra valer a pena, ou melhor não.


Os dias ruins, todo mundo tem, já jurei pra mim, não desanimar e não ter mais pressa, pois sei que o mundo vai girar, o mundo vai girar, e eu espero a minha vez.

Um comentário:

Daniela Carvalho disse...

Como é difícil conseguir tempo para cuidar de blog, né? ainda mais 2! a vida de mãe, esposa, trabalhadora, dona de casa e mulher...não pé fácil.
ah...muito lindo esse poema. bjs