terça-feira, 2 de março de 2010

Os 7 pecados capitais dos educadores

"Todos erram, a maioria usa os erros para se destruir, a minoria para se construir, estes são os sábios"( Augusto Cury )

1 - CORRIGIR PUBLICAMENTE

A exposição pública produz humilhação e traumas complexos, difíceis de serem superados. Um educador deve valorizar mais a  pessoa que erra do que o erro da pessoa. Ainda que os jovens os decepcionem, não os humilhem. Ainda que eles mereçam uma grande bronca, procurem chamá-los em particular e corrigí-los. Mas, principalmente, estimulem os jovens a refletir.
"Quem estimula a reflexão é um artesão da sabedoria."

2 - EXPRESSAR AUTORIDADE COM AGRESSIVIDADE

Não devemos dar espetáculos agressivos na frente das crianças. O diálogo é uma ferramenta educacional insubstituível. Deve haver autoridade na relação professor-aluno, mas a verdadeira autoridade é conquistada com inteligência e amor. Não devemos ter medo de perder nossa autoridade, devemos ter medo de perder nossos filhos

3 - SER EXCESSIVAMENTE CRÍTICO: OBSTRUIR A INFÂNCIA DA CRIANÇA

Não critique excessivamente. Não compare a criança com seus colegas. Cada um é um ser único no teatro da vida. Lembrem: os fracos condenam, os fortes compreendem, os fracos julgam, os fortes perdoam.

4 - PUNIR QUANDO ESTIVER IRADO E COLOCAR LIMITES SEM DAR EXPLICAÇÃO

Jamais puna quando estiver irado. A punição física não deve ocorrer. A melhor forma de ajudá-los é levá-os a repensar suas atitudes, penetrar dentro de si mesmos e aprender a se colocar no lugar dos outros.
jamis coloque limites sem dar explicação. para educar use primeiro o silêncio e depois as ideias.
Elogie o jovem antes de corrigí-lo ou criticá-lo.

5 - SER IMPACIENTE E DESISTIR DE EDUCAR

Por trás de cada aluno arredio, de cada jovem agressivo, há uma criança que precisa de afeto.
Paciência é o seu segredo, a educação do afeto é a sua meta.

6 - NÃO CUMPRIR COM A PALAVRA

Não prometa o que não pode cumprir, mesmo que a criança se frustre. A frustração é importante para o processo de formação da personalidade. A confiança é um edifício difícil de ser construído, fácil de ser demolido e muito difícil de ser reconstruído.
Diga "não", sem medo e cumpra o que prometer.

7 - DESTRUIR A ESPERANÇA E OS SONHOS

Os jovens que perdem a esperança tem enorme dificuldade para superar seus conflitos. Não importa o tamanho dos nossos obstáculos, mas o tamanho da motivação que temos para superá-los.
Sem sonhos não há fôlego emocional.
Sem esperança não há coragem para viver.

(Extraído do livro de Augusto Cury, Pais Brilhantes, Professores Fascinantes )


" TODAS AS COISAS SÃO INTERLIGADAS COMO O SANGUE QUE UNE UMA FAMÍLIA.
O QUE ACONTECER COM A TERRA, ACONTECERÁ COM SEUS FILHOS.
O HOMEM NÃO PODE TECER A TRAMA DA VIDA; ELE É MERAMENTE UM DOS FIOS.
SEJA O QUE FOR QUE ELE FAÇA À TRAMA, ESTARÁ FAZENDO A SI MESMO"

( Chefe Seattle)





2 comentários:

Naty Araújo disse...

Que belíssima lição.
Que aula de bons modos, excelente rsrs.

Amei também a frase de Augusto Cury, ele é o cara, né? rs.

Beijos.

Renata Diniz disse...

Fantástico. Aqui, aprendo sempre.